Logomarca Cícero Mota

Um Sopro pro Guinga

um sopro pro guingaUm Sopro pro Guinga – 2013
Rafael Nocera (CD instrumental)
Trabalho como instrumentista e arranjador

Gravado e mixado no Stúdio REDNOTE
Técnico de gavação e mixagem: Jaiminho
Masterização: Newtinho
Capa: Antonino Canetta
Ilustrações: Kenner Prado
Manuscrito: Rafael Nocera
Projeto Gráfico e Fotografia: Júnior Rodrigues
Arranjos: Rafael Nocera/Cícero Mota

 

Músicos
Sax Soprano,Sax Tenor e Flauta Transversal: Rafael Nocera
Violão: Cícero Mota
Bateria e Percussão: Alex Mororó
Baixo Acústico e Fretless: Eduardo Cáceres(Gringo)
Piano: Beto Machado
Cello: Kleper Resende
Guitarra: Jaiminho
Viola Caipira: Bira
Trompa: Tigrano de Martinho
Voz: Poliana Alves
Recitativo: Júnia Roara

Trabalho realizado através da Lei de Incentivo Municipal de Uberlândia(MG), escrito por José Henrique Mudat.

Olá, sou Cícero Mota, compositor,arranjador,violonista e cantor. E como arranjador me vi diante de um grande desafio : arranjar e produzir um CD com músicas do compositor Guinga. O convite veio de um grande músico e amigo, o saxofonista Rafael Nocera. No início fiquei um pouco assustado pois sabia da enorme responsabilidade que assumia naquele momento. Ouvi Guinga pela primeira vez em 1991 numa loja de CDs que ficava ali na rua Santos Dumond em Uberlândia (MG), também em frente ao Uberlândia Clube; loja de CDs essa de um amigo muito querido chamado Wolney Mamede cuja amizade tenho a honra de desfrutar até hoje. Ao ouví-lo sabia que estava diante de algo completamente novo, tanto em termos de harmonia como de melodia. Um novo gênio estava no pedaço, disfarçado como dentista, profissão essa que lhe permitiu criar sua família com muita luta e dignidade. Com o tempo, pôde aos poucos revelar sua verdadeira identidade como um dos maiores compositores da música brasileira. Hoje, me sinto feliz e grato ao Rafael pelo convite e pela confiança. Faço das palavras de uma pessoa muito amada as minhas palavras “Guinga está para a música brasileira como Debussy para o romantismo: um marco.”